Mina Tucano abrange área de 2,5 mil quilômetros quadrados — Foto: Beadell Resources/Divulgação

Mineradora mapeia duas novas áreas para exploração de ouro em mina no Amapá

Na maior delas, foi identificada a descoberta de até 22,5 gramas de ouro por tonelada. Atividades da mina Tucano, em Pedra Branca do Amapari, acontecem desde 2012.
G1 Ap - 31/05/2019

Duas novas áreas com potencial para exploração de ouro foram descobertas na mina Tucano, exploradas pela mineradora australiana Beadell Resources em Pedra Branca do Amapari, a 183 quilômetros de Macapá. Na maior delas, foi identificada a quantidade de até 22,5 gramas de ouro por tonelada.

O anúncio foi feito em comunicado no site oficial da empresa. A mina Tucano foi comprada em 2010 pela Beadell. Ela abrange uma área aproximada de 2,5 mil quilômetros quadrados. As descobertas aconteceram nas áreas denominadas Urucum Norte e Central e Neo North Lode.

Ao G1, a Beadell no Brasil enviou uma nota assinada pelo CEO da empresa, Simon Jackson, destacando a expansão do processamento de minério sulfetado, de onde é extraído o metal.

“Isso resultou em benefícios imediatos para a empresa com a descoberta de mineralização de sulfeto de ouro de alta qualidade sob o contorno do poço de reserva Urucum. A descoberta Neo North, que potencialmente converte resíduos em minério, continua a demonstrar que a mineralização de ouro em Tucano pode ocorrer em múltiplos tipos de rochas", declarou Jackson.

Ao todo, a previsão da mineradora é explorar na região 3,4 milhões de onças, unidade de massa usada para medir a produção de minério na mina Tucano. Cada uma equivale a 28 gramas.

Apesar de ter comprado há seis anos, as operações na mina iniciaram somente em 2012, quando foram concluídas as estruturas de instalação, o que a tornou a terceira maior mina de exploração de ouro do Brasil, segundo a empresa.

-

Fonte: https://g1.globo.com/ap/amapa/noticia/mineradora-mapeia-duas-novas-areas-para-exploracao-de-ouro-em-mina-no-amapa.ghtml